sábado, 8 de setembro de 2012

Visita de ex-jogador que está adoentado motivou jogadores

Se por trás de uma mulher sempre existe um grande homem, por trás do sucesso de um time sempre tem um reforço emocional. Tá explicado porque o time jogou tanto na quarta-feira. Vejam na reportagem do Lancenet aqui. E relembrem o caso aqui.

Postado por Wesley Machado.

3 comentários:

  1. Fiquei muito emocionado quando li a matéria.

    ResponderExcluir
  2. Uma pena o Jéfferson passar por essa situação! Lembro que ele era muito contestado pela torcida, mas nunca se omitiu e sempre jogou com muita garra.
    Foi titular nos Cariocas de 94 e 95 e no Brasileiro de 94, ajudando a fazer uma bela campanha, que culminou com o quinto lugar. No BR-95 foi envolvido numa negociação com o Vasco, junto do volante Nélson, em troca do Leandro Ávila.

    ResponderExcluir
  3. É verdade, Iatha! Lembro dessa transação com o Vasco. Na época não aprovei. Gostava do Jéfferson e, principalmente, do Nélson. Mas o Leandro Ávilla foi muito importante para o time que conquistou o Brasileiro.

    Depois o Jéfferson voltou e lembro que marcou um golaço num jogo pela Libertadores fora, contra um time do Chile, não lembro se a Universidad do Chile ou a Católica, em que perdemos de virada.

    Gostava muito do Jéfferson, que era um jogador muito voluntarioso, mas realmente a torcida implicava com ele. Fiquei muito triste quando soube dessa doença dele. Espero que se não conseguir se recuperar, que tenha um fim de vida digno. Sei que tem tido todo apoio da família e agora de ex-jogadores, como Gottardo e Carlos Alberto Torres, que intermediaram a visita dele ao vestiário do Botafogo.

    Como disse no post, acredito que essa visita tenha motivado os jogadores, principalmente o Seedorf. Fiquei feliz em saber que até o Vítor Júnior, que está deslumbrado, foi um dos que mais se emocionou. Com a permanência do técnico e a união do grupo, podemos alçar vôos mais altos no campeonato, que parecia perdido.

    Você mesmo postou "Pensar em 2013?", eu também já tinha jogado a toalha, mas como postei depois da vitória contra o Cruzeiro, não podemos desistir com as dificuldades. Como disse certa vez Nilton Santos: "Ser botafoguense é tolerar e ter a esperança de um dia melhor!", frase essa que permanece no alto da página do blog.

    ResponderExcluir