quinta-feira, 20 de julho de 2017

Um time honesto

O que pensar e dizer sobre esse Botafogo? Um time que dá raiva e um pouco de orgulho ao mesmo tempo. Um time que à vezes se mostra um tanto quanto covarde, mas um time traiçoeiro, que pode decidir e ganhar um jogo mesmo sem merecer. Mas o Botafogo é um time honesto, podemos dizer. Claro que uma vitória na partida desta quinta-feira deixaria a equipe muito bem colocada, em 4º lugar na tabela de classificação do campeonato, mas um empate fora de casa não foi um mau resultado e ficou de bom tamanho. Alguns desfalques para o confronto de domingo contra outro Atlético, lanterna da competição. E uma decisão no meio de semana contra mais um Atlético, desta vez pela Copa do Brasil, que pode nos levar à semifinal em busca de um título inédito.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Minhas desculpas a Rodrigo Lindoso

Volto a escrever no blog quase cinco meses depois da última postagem. E justamente para pedir desculpas ao Rodrigo Lindoso, que foi tema de meu último post. Não poderia deixar de me desculpar com o jogador, que foi muito criticado por mim, por influência do meu pai, que não gostava do jogador. Confesso que criei uma implicância com Lindoso, a quem cheguei a chamar de hororroso.

Na grande vitória desta quinta-feira diante do Nacional, do Uruguai, fora de casa pela Libertadores, Lindoso fez mais uma grande partida. "Jogando de terno", como afirmou meu pai, agora também um fã do futebol de Lindoso. O futebol tem dessas coisas. Jogadores, antes criticados, se tornam peças fundamentais na equipe. É o caso de Bruno Silva, que cresceu muito esse ano.

Aliás, todo o meio campo hoje titular do Botafogo vem jogando o fino da bola. A volta do garoto Matheus Fernandes deu mais qualidade ao time. O garoto sabe jogar e mostra muita tranquilidade. Outro jogador essencial para o esquema tático é João Paulo, que marcou seu primeiro gol com a camisa gloriosa. Guardou para um momento decisivo.