sábado, 30 de maio de 2015

Sem fazer esforço

Aproveitando belo lançamento do meio campo de Carleto,
Arão marcou em sua jogada característica de infiltração
Com certa tranquilidade, o Botafogo passou fácil pelo Vitória da Bahia, mostrando que não terá muitos problemas para retornar à elite do futebol brasileiro. A vitória de 2 a 0 sobre o rubro-negro baiano manteve os 100% de aproveitamento em jogos oficiais este ano no estádio Nilton Santos. A torcida compareceu em número razoável, 10 mil pessoas, e fez uma festa bonita. 

O time chegou até a dar um showzinho no 1º tempo, envolvendo o adversário com um bom toque de bola e jogadas de efeito, principalmente com Gilberto e Daniel Carvalho. Inclusive Gilberto foi o melhor em campo. Pimpão também esteve muito bem. Daniel Carvalho, que ainda não consegue jogar uma partida inteira, saiu para a entrada de Fernandes, que perdeu dois gols, quando chutou mal. 

Diego Jardel que entrou bem, no lugar de Elvis. Em seu primeiro lance, arrancou, driblou o goleiro e cruzou rente à linha. Mas Bill, como sempre, não estava lá para completar. Aliás Bill nunca está no lance. Não presta prá nada. Conseguiu incríveis dois chutes a gol, mas em cima do goleiro. Todo atrapalhado, pesadão, não pode mais continuar intocável na equipe. 

Hoje Vinicius ficou no banco. Mas quem nos dá esperança é o Luis Henrique. Não vejo a hora dele voltar da seleção. Estão tentando a contratação de um atacante uruguaio, Alfaro, mas a negociação, que parecia adiantada, não avançou devido a entrada  na parada de mais um clube, este da Série A, que não teve o nome divulgado. 

Carleto, machucado, foi substituído por Luís Ricardo, que improvisado na esquerda não esteve bem – virou uma bola perigosa, que quase resultou no gol do adversário. A bola bateu na trave. Goleiro bom tem de ter sorte. A zaga, com algumas falhas normais, até que esteve numa boa tarde/noite, tirando a maioria das bolas. Giaretta ainda deixou o dele. Marcelo Mattos continua errando muito. 

Agora uma sequência com jogos às terças e sextas. Sem Jefferson, que vai para a Copa América. É continuar na mesma toada, sem sair do grupo dos 4 primeiros, liderança agora não importa muito, o negócio é arrancar no sprint final para fisgarmos este título que para muitos não é importante, mas seria simbólico 20 anos depois da última conquista nacional. Um abração e saudações botafoguenses!

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Empate no Clássico da Rivalidade pelo Sub-20

Pela 7ª rodada da Taça Rio Sub-20, o Botafogo empatou em 1 a 1 com o Flamengo nesta quarta-feira (27) na Gávea. Com o resultado, o Botafogo se manteve na liderança da competição. Os quatro primeiros colocados classificam-se para a semifinal. Na Taça Guanabara, que equivaleu ao 1º turno, o Botafogo deixou escapar o título para o Flamengo. Os vencedores dos dois turnos fazem a grande final do Carioca da categoria.

sábado, 23 de maio de 2015

Deus nos livre de Bill

Bill não sabe nem se posicionar direito, nunca está na jogada (Foto: Lancenet)
O jogo deste sábado foi um jogo que não gerou ansiedade durante a semana, talvez pelo curto espaço de tempo entre uma partida e outra. E assim como o torcedor botafoguense, o time do Botafogo provou que é bipolar. Se na quarta-feira o time empolgou a torcida com uma reação surpreendente, hoje a equipe esteve muito mal, chegando a dar sono para quem viu em casa pela TV e frustrando a torcida de Brasília que compareceu ao Mané Garrincha. 

Eu que costumo apelar para os céus para o Botafogo ganhar não tive ânimo para acompanhar a partida e cheguei a deitar no intervalo até o início do 2º tempo. Só levantei após o chute no canto de Elvis bem defendido pelo veterano e enjoado goleiro Márcio. Renê tirou justamente Elvis, o mais lúcido do time. Tomas Bastos entrou e também arriscou um bom chute. As únicas boas chances do Botafogo no jogo, em chutes de fora da área. Porque dentro da área o inoperante Bill, este sim um verdadeiro cone, que não presta nem para fazer um pivô. Deus nos livre desta praga. Luis Henrique nos profissionais e titular já! 

Outra coisa para terminar: Como podem jogadores com estes Camacho e Pedro Rosa jogarem no Botafogo? Isto é coisa de empresário. Com a palavra o presidente Carlos Eduardo Pereira. Agora para encerrar mesmo: Aírton não pode sobrar neste time. Claramente a equipe sobe de produção com sua entrada. Tem alguma coisa errada aí. Alô Renê!

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Excelente resultado

Foto: O Dia On Line
Ontem estava preparado para xingar meio time, principalmente o desengonçado Henrique. Bill horrível e Giaretta perdido, numa noite para esquecer, também foram mal. Mas estes dois participaram do lance do primeiro gol e podem ser absolvidos.

O Botafogo acabou conseguindo uma reação inimaginável quando a vaca alvinegra parecia já ter ido para o brejo. A combinação do calção cinza com a camisa e o meião brancos até que não ficou feio. Uma novidade é sempre bem vinda, mesmo que cause estranheza à princípio.

Quanto ao jogo em si, gostei do Aírton no 1º tempo. A equipe imprimiu um bom toque de bola, que envolveu o adversário. O garoto Emerson, apesar do gol contra – foi atrapalhado pelo companheiro de zaga – mostrou-se um jogador interessante, de certa técnica.

Demos um passo importante para a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, competição onde buscamos um título inédito!

Um abração e saudações botafoguenses!

Atualizado com correção de informação equivocada quanto ao adversário na próxima fase - que se dará por sorteio - em se confirmando a classificação.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Fim da Ilusão

Luis Henrique, o que sobrou de bom do sub 17
O time sub 17 do Botafogo, que vinha encantando os torcedores botafoguenses na Copa do Brasil da categoria, se despediu nesta terça-feira (19) da competição com a perda do título inédito até mesmo para os profissionais.

Um choque de realidade que fez o botafoguense colocar os pés nos chão e não se empolgar com o que poderia ser uma mera felicidade passageira, afinal assim como seria com o Carioca, um escapismo é tudo que não precisamos neste momento em que o foco mesmo deve ser o retorno à elite do futebol brasileiro.

A comemorar a maturidade do garoto Luis Henrique, que mais uma vez deixou sua marca e inclusive cobrou com perfeição a penalidade que lhe coube. É um alento para o futuro, o único que possivelmente vingará da equipe juvenil. Aliás o técnico Renê Simões já declarou que irá integrá-lo ao elenco principal.

A lamentar a cabeça dura do técnico Felipe Tigrão, que tirou o Wenderson, autor de dois gols, e deixou em campo o mascarado Matheus Fernandes, que - pasmem - joga na seleção e foi o autor do pênalti no final da partida que levou a decisão para os tiros livres; assim como o horrível Rickson, que foi um dos que desperdiçaram a cobrança – o outro foi o zagueiro Zyan – Isto é nome de jogador?

sábado, 16 de maio de 2015

Com a benção de Nilton de Todos os Santos

Nilton Santos eternizado: Data comemorativa dos 90 anos do ídolo deu sorte
O pouco que vi do jogo - estava de mudança para a minha casa própria no horário da partida - gostei do Elvis, do Rodrigo Pimpão - apesar da expulsão - pelas duas assistências para gol. Bill mostrou porque não pode sair do time. Centroavante é isto. Fica um tempo sem marcar mas é importante. Feliz pela estreia com gol do Lulinha. Sassá fez uma boa jogada para o primeiro gol. Meu pai disse que ele foi o melhor do 1º tempo. Jefferson como sempre seguro e tranquilo. À primeira vista o Camacho não agradou. No entanto fica a questão da superstição pelo fato de termos tido um jogador com o mesmo nome em 2003. É por aí. 

Agora teremos um jogo praticamente em casa, no Mané Garrincha em Brasília, onde temos grande torcida, partida esta com o Atlético Goianiense (mando de campo deles) que foi transferida de sexta para sábado, às 16h30, por conta do confronto pela Copa do Brasil quarta-feira, às 19h30, diante do Figueirense fora de casa. Antes na terça, às 16h30, temos a final da Copa do Brasil Sub-17 no Nilton Santos contra o Vitória.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Efemérides

Foto: Blog Data Fogo
Além do Dia do Botafogo e aniversário de Nilton Santos, o dia 16 de maio marca a data da despedida de um dos maiores artilheiros do Botafogo, Nilo. Foi num 16 de maio, em 1937, que Nilo fez sua última partida pelo Glorioso, contra o Olaria, empate em 2 a 2, jogo válido pelo Campeonato Carioca realizado no campo da rua Cândido Silva. Neste prélio, Nilo não marcou gol. Ele que anotou 190 tentos em 201 jogos pelo Botafogo, o que faz dele o 5º maior artilheiro do Alvinegro, sendo que em se considerando a média de gols ele fica em segundo. Ele foi o autor de quatro gols na goleada de 9 a 2 sobre o Flamengo, que vai completar 88 anos no próximo dia 29. Fez ao lado de Carvalho Leite, 2º maior artilheiro do clube com 314 gols em 447 jogos, um dos maiores ataques da história do Botafogo.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Molecada rumo ao título!




A molecada ontem deu mais um show e venceu o Vitória fora de casa por 3 a 1, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil Sub-17. Luis Henrique, o artilheiro da competição com 13 gols, deixou mais um. Wenderson e Gabriel completaram o placar. O time venceu todos os jogos que disputou fora de casa no certame.
Espero que o Renê observe essa turma com carinho e cuidado. E coloque o Luis Henrique para treinar logo entre os profissionais.
Em pouco tempo, ele pega a vaga de Bill.

Seja Bem Vindo Mas Não Fale Mal do Meu Botafogo

Reproduzo postagem do Grande Blog MUNDO BOTAFOGO, do colega botafoguense português, Rui Moura: Artefatos (60)

domingo, 10 de maio de 2015

Início Promissor

Solta o grito! Grande vitória! (Foto: Site Oficial Botafogo)
Pimpão errou quase tudo no jogo. Quase, porque quando acertou foi decisivo. Fez o gol da importante vitória de 1 a 0 sobre o Paysandu fora de casa neste sábado. Começamos a Série B com o pé direito.

Aos 41 minutos do 2º tempo, Carleto fez um bom cruzamento (Aleluia!) e Pimpão, que vinha mal, aproveitou ao se antecipar ao marcador e com um leve toque colocar no cantinho. Marcelo Mattos, que também vinha mal, foi quem passou a bola para o lateral esquerdo do Fogão cruzar. Mattos após este lance cresceu na partida e efetuou oportunos desarmes.

Daniel Carvalho entrou bem e melhorou o time. Foi dele a inversão de jogo no lance do gol. Gilberto fez um bom 1º tempo, mas caiu de produção na 2ª etapa. Talvez cansado e com cartão, deu lugar a Luís Ricardo, que pouco fez. Sassá substituiu Fernandes - de alguns brilharecos - e logo na primeira jogada arriscou um bom chute. Diego Jardel buscava jogo, mas não tinha com quem dialogar. A zaga não foi muito incomodada. O time, bem armado por Renê, jogou com a marcação adiantada e ganhamos a maioria das bolas pelo alto. Jefferson mais uma vez salvando. O adversário teve um gol anulado num lance duvidoso. Mas a arbitragem conduziu bem o jogo, de pouco cartões.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Botafogo só terá uma partida transmitida pela Globo nas 10 primeiras rodadas da Série B

As 10 primeiras rodadas da Série B, que já foram desmembradas - as outras ainda não têm datas e horários confirmados, trazem - a não ser que haja alguma alteração - o Botafogo com apenas um jogo transmitido pela Globo, o da 4ª rodada, dia 30/5, um sábado, às 16h30, contra o Vitória no Nilton Santos. Quem tem tv por assinatura, mesmo que não compre o pacote do PFC, poderá acompanhar as partidas, visto que Sportv e/ou Rede TV transmitirão os jogos, pelo menos até a 10ª rodada. Mas o negócio é quem puder ir ao estádio!

Palmeiras vira filial de luxo do Fogão!


Sempre tive simpatia pelo Palmeiras em São Paulo. Desde moleque, quando fazíamos campeonatos de botão lá em casa, com meu pai e 2 irmãos. O goleiro era Leão, um dos melhores que vi na posição. Era meu ídolo, já que ainda não tinha descoberto meu faro de artilheiro e curtia ficar no gol.
Os anos passaram, mas a simpatia continua a mesma. Só que neste ano tem um sabor especial. 
Depois da chegada de Oswaldo de Oliveira, um dos meus técnicos preferidos, até porque fez um belo trabalho no Botafogo, outros ex-alvinegros desembarcaram no Palestra: Lucas, Gabriel e Rafael Marques. O primeiro saiu por não receber salários no ano passado. O segundo, após o rebaixamento. E Rafael Marques, após curta passagem no exterior (acho que na China...).
Eis que ontem, mais um ex-jogador com boa passagem do Fogão fechou com a Palmeiras: O meia Fellype Gabriel, que chegou a ser cogitado em General Severiano.
Em comum, o fato de todos eles terem participado de bela campanha do Botafogo em 2013, que nos levou à Libertadores.
Desta forma, assumo minha torcida pelo Palmeiras este ano na Série A. 
Só falta daqui a pouco contratarem o Seedorf.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Fogão na final da Copa do Brasil Sub-17

Botafogo goleou o América Mineiro pelo placar de 4 a 0, três gols do artilheiro Luís Henrique, na noite desta quinta na Arena do Jacaré em Sete Lagoas e está na final da Copa do Brasil Sub-17. Vai enfrentar o Vitória da Bahia nas duas próximas terças-feiras.

Agora o ano começa de verdade!




Vamos ser sinceros: nem o mais otimista dos botafoguenses (existe algum?rsrs) poderia imaginar que estaríamos disputando o título do Campeonato Carioca com um time montado às pressas no começo do ano.Noves fora as acusações de sermos beneficiados pelo fato (a meu ver, injustificável e deplorável) de apoiar as travessuras do Sr. Rubens Lopes no comando da FERJ. Isso é, com todo respeito, até porque alguns são amigos ou pessoas que considero muito, coisa de urubulino ou tricolete frustrado, visto que os dois times foram muito ajudados por árbitros e tribunais nos últimos anos. Desta forma, digo que estou muito feliz com o começo de ano alvinegro. Sabemos que a realidade financeira do clube é sofrível e o elenco que está sendo montado é para a disputa da Série B. Então, é chegada a hora!
No próximo sábado a disputa começa. Acho ótimo o fato de estrearmos contra um time de tradição e enorme torcida, como o Paysandu. Será um ótimo teste para a equipe. Nestes primeiros 5 meses do ano, o jogador que mais me agradou com a camisa do Fogão não deverá estar em campo: Willian Arão. Mas acho que Renê Simões, que vem calando minha boca (só não entendi a escalação do Luis Ricardo no domingo), pode escalar o Fernandes ali que o garoto está bem. Mas é uma competição longa e que deve ser priorizada. Sou realista, ou como bom botafoguense, pessimista, quanto às chances do time na Copa do Brasil, já que Capivariano não conta. A prioridade é subir para a Série A! 
Descontando o fato de termos jogado contra um adversário de baixíssimo nivel técnico, acho que Daniel Carvalho se mostrou bem nos 2 jogos contra o Capi. Muito longe do que já foi nos melhores dias, mas deverá ser útil em alguns jogos mais cascudos. Tem experiência e habilidade. Mas precisamos URGENTEMENTE de um camisa 9 de responsa! Bill não dá! Sassá não dá! Henrique, muito menos. Pimpão precisa de alguém ali para ajuda-lo. Quem é esse cara? Não sei. Mas que chegue logo. 
Despeço-me, revelando minha alegria de voltar a postar neste espaço glorioso. Encontrei-me com o amigo Wesley na vitória do Americano semana passada e ele me cobrou isso. Está paga a fatura, amigo! Mas voltarei outra vezes. Até porque teremos muito assunto até vermos Maitê Proença como veio ao mundo, no fim do ano...
Saudações orgulhosamente alvinegras, de um botafoguense que agora é sócio torcedor!
Façamos nossa parte! Só criticar não dá!

Desculpados

Foto: Site Oficial B.F.R.
Primeiramente quero me desculpar com os leitores do blog pela maneira como me referi ao time no título da postagem anterior. Estava ainda de cabeça quente após a perda do título domingo. Muitos podem não dar importância para o Carioca, mas eu o considero um campeonato que tem seu valor, ainda mais se levarmos em consideração que estávamos disputando justamente com o adversário na final em número de conquistas.

Sou na maioria das vezes condescendente com o clube e o time, mas pelo fato de me colocar passionalmente em relação às coisas que envolvem o Botafogo acabo por ser ou 8 ou 80. Refletindo durante a semana entendi que realmente foi melhor não termos sido campeões agora. Vendo a festa do Vasco com direito à presença de boa parte do elenco em programas esportivos, percebi que o Botafogo não podia viver esta euforia.

Afinal tínhamos um jogo no meio de semana pela Copa do Brasil e a estreia no Brasileirão da Série B no sábado. A minha indignação foi devido ao que considerei falta de seriedade principalmente no lance do primeiro gol e logo no final de um tempo em que a partida ainda estava em aberto. Mas agora não adianta chorar o livro de Chico de Buarque.

Nesta quarta depois dos 3 a 0 o time deixou de jogar mostrando falta de ambição. No que a emissora, única que transmitiu a partida, passou até a mostrar lances de outros jogos. Mas fiquei satisfeito por mais uma boa partida de Daniel Carvalho, o que nos dá esperança. Legal também o Luís Ricardo ter marcado um gol. E a disposição do Sassá.

domingo, 3 de maio de 2015

Time de maricas


Esta semana mostrou porque o Botafogo é um clube que é apenas o 11º no ranking da CBF, pior, o 14º no Sócio Torcedor. Explica porque nós botafoguenses nos apegamos ao passado e nos gabamos de ter servido jogadores para a seleção brasileira, quando deveríamos estar comemorando títulos. O botafoguense sofre de sofrência, sofrimento com carência, se contenta com pouco. Por isto o jornalista botafoguense Arthur Dapieve, em sua coluna de sexta-feira no Globo, já entregava os pontos. O blogueiro PC também seguiu a mesma linha.

O técnico Renê Simões foi pelo mesmo caminho. O botafoguense é muito bonzinho. Não almeja a vitória. O botafoguense reflete o Botafogo, um time às vezes preto, às vezes branco. Numa semana decisiva perdemos duas decisões, uma no sábado, da Taça Guanabara Sub-20 para o Flamengo; e neste domingo do Carioca para o Vasco. Ainda na quinta-feira, perdemos em casa a primeira partida de ida da semifinal da Copa do Brasil Sub-17 para o América Mineiro.

Depois os adversários falam e é verdade: O Botafogo é igual um golfinho. Sobe, faz uma gracinha, depois some. Quanto ao jogo de hoje, o que se viu foi um time em frangalhos, com Marcelo Mattos parecendo um velho, sem condições nenhuma de jogar uma decisão.

O time não entrou para decidir, jogou uma partida normal, não uma decisão, enquanto o Vasco se matava em campo. Tomás horrível, ridículo, já pode ser dispensado.

Túlio Maravilha volta a estrelar comercial

O artilheiro Túlio Maravilha, que fez as pazes com o clube, inclusive gravou uma participação num documentário sobre os 20 anos do título brasileiro que deverá ser lançado agora em maio, voltou a estrelar um comercial. Desta vez ao lado do lutador Rodrigo Minotauro para o site de apostas SportingQuiz. E ele atuou muito bem! Veja abaixo:

video

Confira outros comerciais estrelados por Túlio Maravilha aqui.

sábado, 2 de maio de 2015

Botafogo é derrotado pelo Flamengo e perde a Taça Guanabara Sub-20


Na tarde deste sábado em Moça Bonita, o Botafogo foi derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo no segundo jogo da final da Taça Guanabara da categoria Sub-20 e ficou sem o título. O atacante Douglas Baggio, do rubro-negro, marcou um dos gols e se igualou a Vinicius Tanque na artilharia da competição. Lembrando que haverá segundo turno.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Amigos, amigos, decisão à parte

Imagem Ilustrativa: FFERJ
O jogo entre Botafogo e Vasco é conhecido como o Clássico da Amizade. Na quarta-feira, o apresentador do Redação Sportv, André Rizek, comentava que o clima para a decisão estava muito frio e que nenhuma notícia mais quente apimentava o clássico. Até que nesta quinta, dia 30, o comentarista da ESPN, Mauro Cézar Pereira, atiçou a ira dos botafoguenses ao propor que os vascaínos invadissem a área destinada à torcida do Botafogo atrás do gol, comprando ingressos que seriam exclusivos para alvinegros da estrela solitária. A torcida do Botafogo reagiu, principalmente as organizadas, que afirmaram que não aceitariam alvinegros da cruz de malta no setor destinado a botafoguenses. Saiu a informação de que os cruzmaltinos pretendiam ir ao jogo no setor do Botafogo de camisas brancas, no que gerou até uma campanha de uma organizada, que incentivou os botafoguenses a irem ao estádio com a camisa do Botafogo. Nesta campanha, eles se utilizam de uma imagem de uma camisa branca com a inscrição vice. O clássico Botafogo e Vasco pode até ser o clássico da amizade, mas na hora da decisão todo mundo quer ganhar. Muitos flamenguistas vão torcer para o Botafogo, para o Vasco continuar com a sina de vice. Os botafoguenses estão otimistas, com o discurso de que para o Botafogo é melhor entrar sem favoritismo e vantagem. É assim que costumamos surpreender. E vc? Está confiante no título? Responda nos comentários! Um abração e saudações botafoguenses! “Botafogo, Botafogo, Campeão”!

Botafogo perde em casa partida de ida da semifinal da Copa do Brasil Sub-17

Imagem Ilustrativa: Reprodução TV
Só agora pude comentar a derrota de ontem (quinta-feira, 30) do time sub-17 para o América Mineiro em casa (estádio Nilton Santos) no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil da categoria.

A equipe entrou muito desatenta, sem a vontade de outros jogos e foi castigada com um gol em que a defesa toda parou, principalmente o volante da seleção Matheus, que se acha o craque.

O adversário ainda teve chance de ampliar o marcador num lance em que a bola bateu na trave e correu rente à linha do gol.

Muita sorte nossa. Quem não teve sorte foi o artilheiro Luis Henrique, que não estava numa noite inspirada.

O jogo de volta será na próxima quinta-feira (7), às 19h30 em Sete Lagoas.


O Botafogo precisa vencer por dois gols de diferença ou por um gol, com o placar a partir de 2 a 1.