sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Tanaka não!

Não sei se é preconceito meu pelo fato dele ser japonês naturalizado e de japonês não ter cara de quem joga bola, mas começo a ficar irritado com essa situação do Oswaldo de Oliveira estar forçando a barra para o Botafogo contratar o zagueiro brasileiro Marcus Túlio Tanaka, da Seleção Japonesa. Oswaldo indicou o Tanaka para o Botafogo, que insiste em sua contratação. Leio agora no Fogãonet que a contratação de um lateral depende do acerto ou não com Tanaka, que é caro. Não acho que o Botafogo precisa de mais um zagueiro. Já contratamos o Brinner, do Paraná. E considero nossa dupla de zaga boa. Apesar das críticas ao Fábio Ferreira, gosto dele. É um zagueiro raçudo. E Antônio Carlos é o nosso xerifão. Foi bem no Brasileiro. Tanto que teve proposta do Palmeiras. Se bem que isso não é nenhum parâmetro. O Palmeiras está atirando para todos os lados. Pegou o Richarlyson e agora parece que quer o André Lima, que não deve renovar com o Grêmio, agora dirigido por Caio Júnior. Mas por favor! Tanaka não! Tomara, caso ele venha, eu queime minha língua!

Laterais sul-americanos são alternativa para a saída de Cortês

O Botafogo centra suas atenções em dois laterais esquerdos sul-americanos, como alternativa para a saída de Cortês para o São Paulo. O chileno José Rojas, capitão da Universidad do Chile é a primeira opção. Outro nome que surge é o do boliviano Luíz Gutiérrez, do Oriente Petrolero, da Bolívia. Os dois jogadores servem à seleção dos seus respectivos países. Rojas, que também interessa a Vasco e Fluminense, lembro vagamente de ter visto jogando na Sul-Americana. Sei que a La U tinha um lateral bom, não lembro se o direito ou o esquerdo. Mas já posso dizer que gosto das opções. Esses jogadores sul-americanos, ainda mais os de seleção são muito importantes para o elenco na disputa de uma Sul-Americana, por exemplo. Perdemos o Arévalo, que deve se transferir do Tijuana do México para o Palermo da Itália e ainda temos mais uma vaga para estrangeiro. É melhor também que desistem desse tal de Tanaka, que tudo bem tem um nome importante para o Botafogo, Túlio, foi indicado pelo técnico, mas não me parece uma boa para o clube, que pode virar motivo de chacota. Confesso que estou na dúvida se torço para Cortês dar certo ou não no São Paulo. Ao mesmo tempo que dizem que ele pode ser "Chuva de Verão", como o Keirrison. Pode se firmar na Seleção e fazer sucesso no São Paulo, nosso adversário direto na Copa do Brasil e que disputa com o Botafogo o título de clube que mais cedeu jogadores à Seleção Brasileira.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Globo Esporte censura e demite blogueiro do Botafogo

Uma denúncia grave está sendo feita na internet. O ex-blogueiro do Botafogo, João Roberto, o Zé Fogareiro, que tinha um espaço hospedado no "Globoesporte.com" foi censurado e convidado a deixar o site. Na segunda-feira (26) à tarde, segundo relato do próprio Zé Fogareiro no blog em post que foi retirado do ar, ele recebeu um telefonema de um funcionário da Globo informando do seu desligamento da empresa. Vale ressaltar que Zé Fogareiro não recebia nenhum centavo para escrever para o Globoesporte.com. O motivo da demissão seria as fortes críticas de Zé à diretoria do Botafogo. Outros blogueiros também foram substituídos, como o do Fluminense, que criticou o fato de a Globo, principalmente, e outros órgãos de imprensa terem dado aquele destaque todo à facilitada vitória do fR4mengo num amistoso de luxo no Japão, a chamada Copa Toyota, que eles consideram como sendo um título mundial. Mas voltando ao tema central do post, a censura e a dispensa do blogueiro do Botafogo no Globoesporte.com, devo dizer que gosto do presidente Maurício Assumpção, que considero estar fazendo um bom trabalho à frente do clube, e prefiro não acreditar que tenha dedo do clube nessa demissão injusta do Zé Fogareiro, que mantinha o blog atualizado e com posts interessantes. Ele chegou a aparecer no programa "Arena" do Sportv no final do ano. A motivação se foi mesmo à crítica à diretoria é de se lamentar. Também o assunto "Flapress", que é muito divulgado nos blogs parceiros do PC, Aquipossa e Shoopa Shampoo, tem incomodado a Globo, que já vestiu a carapuça e tem feito de tudo para negar a existência da "Flapress" com matérias jornalísticas de conteúdo ideológico para lavagem cerebral da massa burra que ainda acredita que o fr4mengo é o "melhor time do mundo". Afinal, a massa precisa ser controlada. E botafoguenses, sempre bem esclarecidos, que conhecem a história do seu clube e realmente entendem de futebol, têm de ser alijados do processo de bipolarização do futebol entre o framengu e o curintia.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Thaís Guedes - Gata Botafogo

Foto: Isaías Fernandes
A comerciária e estudante de técnico de enfermagem Thaís Guedes, de 23 anos, espera um 2012 melhor para o nosso Fogão!

A difícil arte de torcer por algum time além do Botafogo

Foto: Globo Esporte.com
Não tenho times em outros estados. Em outros países até pode ser. Me tornei botafoguense em 1989, num jogo contra o Flamengo, time para o qual o meu avô materno queria que eu torcesse. Na primeira metade da década de 1990, gostava do Palmeiras e do Milan. Depois passei a ter a noção de que o rubro-negro não combinaria comigo e passei a torcer para a Juventus de Turim. Mas em 1996, quando a Vecchia Signora não permitiu que o Botafogo usasse a sua tradicional camisa listrada de preto e branco, passei a ter raiva desse timeco da Itália. O Botafogo acabaria campeão do Torneio Tereza Herrera com a camisa do La Coruña, da Espanha, clube pelo qual passei a ter um carinho especial por conta deste fato. Na Espanha também gosto do Real Madri, time em que jogou o campista Didi. Prá vocês verem como é difícil torcer para um time que não seja o seu. No sul gostava do Grêmio até saber que parte de sua torcida é neo-nazista. O mesmo fato ocorreu com a Lazio da Itália, a qual admirava por lá ter jogado Djair, ex-Botafogo e Fluminense. Mas depois também descobri que os torcedores da Lazio também são neo-nazistas. Racistas, xingam e jogam bananas para os jogadores negros, dentre eles alguns brasileiros. Por falar em Fluminense, acreditem ou não já vesti a camisa do tricolor na infância, quando jogava no mirim do Campos Atlético. Gostava de seu uniforme, assim como o do Bahia. E o Fluminense foi um dos motivos de eu deixar de torcer para o Vélez, da Argentina. Comecei a gostar do time azul quando ele venceu o São Paulo na Libertadores. Também gostava da camisa com um “v”. Mas depois que soube que a torcida deles é parceira do Fluminense desisti. Outra coisa que me desmotivou a torcer para o Vélez é que num jogo que vi deles esse ano, reparei que a torcida deles canta uma música de Xuxa no estádio. Isso diminuiu ainda mais minha afeição pelo Vélez. Estou dizendo tudo isso porque agora tenho um time para torcer na Argentina. É o Boca Juniors, da tradicional La Bombonera. É que os hermanos vão disputar um amistoso no dia 26/01 contra o rival River Plate (que nos eliminou da Sul-Americana de 2007) com uma camisa alvinegra, uma referência ao primeiro uniforme do clube de 1905. Tai, prá quem não tinha time na Argentina, vale torcer para o Boca por conta dessa camisa (o modelo da foto foi usado no centenário em 2005).

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Agora é oficial: Botafogo acerta com Andrezinho

Foto: B.F.R
O Botafogo anunciou oficialmente nesta segunda-feira a contratação do meia Andrezinho, do Internacional. A apresentação do jogador será nesta terça-feira, às 11h, em General Severiano. Andrezinho, que já esteve no Rio, onde fez exames médicos no clube, assinou contrato de três anos. Em entrevista ao site oficial do Botafogo, Andrezinho disse que "A motivação é enorme, até pela confiança que o Botafogo depositou em mim e pela recepção que tive. No aeroporto, encontrei torcedores empolgados e confiantes, o que me dá mais vontade de jogar. Era um namoro antigo, felizmente agora se concretizou. É uma satisfação atuar em um clube de tantos ídolos. Estou bem animado e ansioso para defender o Botafogo", afirmou Andrezinho. Opinião do blogueiro: Como a torcida do Botafogo é corneta, virou a cara para a contratação de Andrezinho. Mas Andrezinho é um jogador habilidoso, que sabe bater faltas (quem não se lembra daquele gol contra o fR4mengo pela Copa do Brasil?). Não acredito que chegue para ser titular, mas é mais uma opção no elenco. Pode dar certo. E temos de lembrar que até agora somos o clube que mais contratou com a volta de Jóbson, as chegadas do técnico Oswaldo de Oliveira, do zagueiro Brinner e, agora, de Andrezinho. Tá certo que perdemos o Cortês, que segundo um colega vascaindo é "chuva de verão". Mas o florminense também perdeu Mariano. Tá certo que contrataram o Wágner, bom jogador. Mas e o fr4mengo? Só contratou um tal de Amaral. E o vice da gama? Não contratou ninguém!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Presente do Papai Joel


Natal se aproximando e o técnico Joel Santana, que nasceu em 25 de dezembro, nos dá um presentão. Ele, que não está mais há tempos no Botafogo, está recrutando o Bruno Thiago para o Bahia. Graças ao bom Deus e a todos os santos vamos nos livrar dessa praga que tanto nos prejudicou, principalmente no jogo contra o Santos em que levou um cartão no início da partida e um drible desmoralizante do Neymar. Sua carreira acabou ali, como a de Amaral, que sofreu um elástico de Romário. Pois bem, Joel quer levar Somália também, seu filhote. A torcida já não aguentava mais o negão mentiroso, mas bem que ele podia ser melhor aproveitado. Também está de saída Alessandro, outro perseguido pela torcida. Agora não temos mais do que reclamar. Já se foram Juninho, Lúcio Flávio, Leandro Guerreiro, Fahel (esse o Bahia de todos os santos também levou).

Emfim. É isso. Caio também está de malas prontas. Éverton, Léo e Alexandre Oliveira já se foram. Araruama voltou para o Olaria. Thiago Galhardo também deve ser emprestado. Uma pena a saída do Cortês para o São Paulo. Tudo bem que o clube vai ganhar um dinheiro - pelo menos é o que dizem. Mas não tem lateral melhor do que ele no Brasil. E perder um jogador para um clube brasileiro é uma vergonha. Quero ver quem vão trazer para o lugar dele. O Andrezinho está chegando mas não empolga. Já temos uma base com Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos e Fábio Ferreira; Marcelo Mattos, Renato, Élkeson e Maicosuel, Jóbson e Loco Abreu. Contratamos um zagueiro, o Brinner, destaque do Paraná na Série B. Precisamos de mais um cabeça de área e de um lateral esquerdo. E quem sabe um meia de ofício. Pois não sabemos até onde o Felipe Menezes pode render.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Deu no Jornal Nacional: Juiz que roubou o Botafogo é preso no Rio

O Jornal Nacional repercute a notícia que ouvi por alto hoje cedo. O árbitro Djalma Betrani, que também é comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar (7º BPM/São Gonçalo), foi preso no Rio de Janeiro suspeito de receber propina de traficantes para facilitar o tráfico em São Gonçalo. Só faltou mostrar o gol legal do Botafogo que Djalma Beltrami anulou em 2007 na decisão do Carioca contra o Flamengo, gol esse que daria o título ao Botafogo já que a partida já estava nos acréscimos. Depois ele ainda expulsaria Dodô, nosso batedor de pênaltis na época. O Botafogo perderia a decisão nos pênaltis. O mesmo Djalma Beltrani já havia prejudicado o Botafogo na Sul-Americana de 2006 contra o Fluminense, quando validou um gol irregular de Marcão no finalzinho da partida, jogo esse que também foi para os pênaltis, no qual o Botafogo também perdeu numa cobrança ridícula de Willian e foi eliminado. A prisão de Djalma Beltrani foi um presentão de Natal para a torcida botafoguense. A justiça tarda mas não falha.

Garotada

Leio em sites como Globo.Com e Lancenet que cinco jogadores dos juniores do Botafogo serão incorporados ao elenco principal; o goleiro Andrey, o lateral esquerdo Renan, o volante Fabiano, o meia Jeferson e o atacante Vitinho. Se isso realmente acontecer, na reapresentação, em janeiro, 14 atletas do elenco serão oriundos das categorias de base. Os novatos vão se juntar a Renan, Milton Raphael e Luis Guilherme (goleiros), Matheus (zagueiro, recentemente promovido), Lucas Zen (volante), Cidinho (meia), Caio, Alex e William (atacantes). Caio deve sair, dizem os rumores. Ainda assim, ficariam 13 garotos. Não seria melhor manter só alguns e emprestar os outros para ganharem experiência, de preferência em times pequenos que vão jogar o Campeonato Carioca? Queria ver o desempenho de Luis Guilherme, Milton Raphael, Andrey, Fabiano, Jeferson, Vitinho e William onde pudessem mostrar serviço. Vai ser difícil terem espaço no Botafogo, agora. Além dos costumeiramente aproveitados Renan (o goleiro), Lucas Zen, Cidinho e Alex, quem tem alguma possibilidade de aparecer são o lateral esquerdo Renan e o zagueiro Matheus, pelas carências nas posições.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Botafogo vira para cima do Vitória e se classifica para semi-final do Brasileiro Sub-20

Depois de se classificar no sorteio para as quartas-de-final do Brasileiro Sub-20, o Botafogo chegou pela primeira vez às semi-finais da competição após vencer de virada (2 a 1) o Vitória na tarde desta quinta-feira. O Botafogo perdia a partida até os 32 minutos do segundo tempo, quando o zagueiro Alemão marcou de cabeça o gol de empate após cobrança de escanteio. Segundos depois da saída de bola, o Botafogo virou com Dedé. O curioso é que a tv que transmitia a partida perdeu o lance do gol porque ainda mostrava o replay do primeiro gol. Agora o Botafogo espera o vencedor do confronto entre Inter e Fluminense nesta sexta-feira, para saber quem vai enfrentar na semi-final domingo.

PS: Gente, sério mesmo, vocês não vão acreditar, mas eu escrevi essa manchete sem ver a manchete do Sportv. Vocês podem até pensar que copiei, mas foi pura coincidência. Quem trabalha com jornalismo sabe que isso é normal no ramo. É comum até jornais concorrentes aparecerem com o mesmo título nas bancas. Falta de criatividade? Pode ser, mas também é sinal de que estamos certos. Afinal como aprendi na faculdade, o título tem de estar no lead. Ou não?

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Botafogo conhece seu adversário na estreia da Copa do Brasil


Após a decepção no Campeonato Brasileiro, onde sequer conseguiu uma vaga para disputar a Taça Liberatadores da América, o Botafogo inicia sua saga em busca de um título nacional e a vaga no torneio continental.
Em ofício divulgado hoje, o diretor de competições da CBF, Virgílio Elísio, anunciou os confrontos da primeira fase do torneio. As datas dos jogos serão divulgadas até a próxima sexta-feira.
E o primeiro adversário do Botafogo nessa caminhada rumo à Libertadores será o Treze-PB, "o galo da Borborema", que em seu elenco, comandando pelo técnico Marcelo Vilar, conta com o veterano atacante Warley, ex-São Paulo.
Lembrando que se o Botafogo vencer o primeiro jogo na Paraíba por dois gols de diferença ou mais, elimina o jogo de volta.
Caso elimine o Treze, o Botafogo encara o vencedor do confronto entre Brasiliense-DF e Guarani de Campinas.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Brasileiro Sub-20: Botafogo empata em 1 a 1 com o Santos

O Botafogo ficou no empate em 1 a 1 com o Santos neste domingo em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro Sub-20. O Botafogo abriu o placar no segundo tempo com um gol do meia Jéfferson, num chute de fora da área, que desviou no atacante Sassá, que havia acabado de entrar. Mas permitiu o empate quando deixou o jogador adversário girar dentro da área. Na última rodada, o Botafogo enfrenta o Grêmio, que joga neste momento contra o Avaí. O Santos é o líder do Grupo com 7 pontos mas não joga mais. O Botafogo com 5 vem em segundo até o final do jogo do Grêmio. Dois times se classificam para as quartas-de-final.

Atualização: O Grêmio ficou no 0 a 0 com a Avaí e chegou aos mesmos cinco pontos do Botafogo. Os dois times estão empatados em todos os critérios atualmente. Se houver empate no jogo desta terça-feira, às 21h, a decisão irá para o número de cartões vermelhos e amarelos.

Botafogo e Santos pelo Brasileiro Sub-20

O Botafogo enfrenta o Santos neste domingo, às 19h30, em Santa Rosa-RS, pelo Campeonato Brasileiro Sub-20, organizado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF). O jogo, que será transmitido pelo canal Sportv, vale a liderança do Grupo 4 da competição. O Botafogo tem quatro pontos e o Santos seis. Os dois melhores de cada grupo de 5 se classificam para as quartas-de-final.

Botafogo contrata zagueiro Brinner, do Paraná

Botafogo contrata zagueiro Brinner

O zagueiro Brinner, de 24 anos, que disputou a Série B do Brasileirão pelo Paraná, é o novo reforço do Botafogo. Ontem (sábado, 10), o jogador esteve em General Severiano, onde assinou um pré-contrato. Nesta terça-feira, ele fará exames médicos no clube e deverá assinar o compromisso definitivo de quatro anos com o Botafogo.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Em defesa de Jóbson

Foto: Thiago Lopes
Jobgol está na área!

Ele está voltando prá casa. Outra vez. Jóbson concedeu uma entrevista ao site Globoesporte.com onde fala sobre a volta ao Botafogo, última chance, mudança, entre outros assuntos. Ele preferiu não comentar sobre o doping de 2009 e afirmou que não usa drogas desde aquele ano. Assumiu ter problemas com álcool, mas que está disposto a parar de beber.

Deu para perceber no seu discurso, que ele tem um carinho muito grande pelo Botafogo, clube que o lançou ao sucesso. Tanto que fez questão de voltar ao clube quando saiu do Atlético-MG. Na época o Botafogo não o aceitou de volta e ele foi para o Bahia, onde também teve problemas.

Não quero saber o que Jóbson faz fora de campo. Desde que entre as quatro linhas ele mostre tudo que sabe. Quero ver Jóbson driblando, fazendo gol e dançando como fez contra o Flamengo este ano.

Quero ver Jóbson dando show. Sei que o Álvaro, por exemplo, não gosta do craque (espero que tenha mudado de opinião). Mas eu bato o martelo. Adoro Jobgol. Será um grande reforço para o Fogão. Ele e Loco Abreu na frente vão arassar. Tenho certeza disso!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Botafogo fecha com a Puma

Enquanto Cidinho marca dois gols num jogo comemorativo de fim de ano, Túlio Maravilha deixa outro e contabiliza para o gol 1000, a barca zarpa (a princípio) com Thiago Galhardo, Léo, Araruama, Alexandre Oliveira e Éverton; e o ex-técnico Estevam Soares vai para o Oeste; o Botafogo fecha com a Puma para fornecedora do material esportivo. Taí, gostei! Atualmente nenhum clube brasileiro veste Puma. O último que vestiu foi o Grêmio. O Botafogo sempre diferente. O contrato foi de 3 anos no valor de R$ 5 milhões por ano.

O Puma vai nos fazer lembrar do Donizetti, o Pantera Negra. Sem contar que os últimos materiais da Fila estavam muito ruins com o escudo sem ser bordado. Espero que a Puma não invente muitos guéri-guéri, tipo fez com a camisa do Bordeaux, na qual colocou detalhes rosas, como a Nike fez com a Juventus. Deixa isso para Fluminense ou São Paulo. O Atlético-MG já foi motivo de cachota por conta disso. Não somos o Rio Branco.

Vamos ver como fica a camisa. Com certeza melhor do que a Fila vai ficar. Até que as camisas sem patrocínio da Fila, principalmente a listrada e preta não ficaram ruins. O problema, repito, foram os últimos materiais, muito finos, quase transparentes.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Botafogo joga bem, mas arbitragem impede vitória sobre o Fluminense

O Botafogo fez uma de suas melhores partidas no campeonato. Massacrou o Fluminense. Dominou toda a partida. Mas não consegui vencer o jogo. Pois teve dois gols anulados e dois pênaltis não marcados. Mais uma vez o Botafogo é prejudicado pela arbitragem. Se o time desandou no fim a culpa é dos jogadores e da comissão técnica, bem como da diretoria que tardiamente verificou algo de errado no clube. Mas ontem os jogadores se doaram. Fizeram uma bela partida e mereciam a vitória. Destaque para Felipe Menezes, muito criticado por parte da torcida, mas que na minha opinião foi um dos mais se dedicaram nos últimos jogos. Deve ficar para a próxima temporada. É novo. E não temos um camisa 10 como ele. Muito melhor do que esse tal de Thiago Galhardo, que insistem em dar oportunidade. Jogador de time pequeno. Volta para o Bangu!

sábado, 3 de dezembro de 2011

Notícia preocupante

A coluna "Panorama Esportivo", do Jornal O Globo, noticia e o site FogãoNet repercute o que pode e deve ser o motivo da queda de produção do time nas últimas rodadas. O grupo estaria rachado com Loco, que segundo os jogadores fala muito e não corre como os demais. Realmente, não estamos vendo mais o time jogar com Loco. Pode ter sentido.

O técnico Oswaldo de Oliveira parece ser a pessoa ideal para administrar o ego dos jogadores. Loco é o maior ídolo atual do Botafogo. Fez vários gols decisivos. Trouxe a torcida, principalmente a garotada, de volta. E se hoje os adversários têm um mínimo de respeito pelo Botafogo é por causa de Loco. Então os jogadores têm de entender que o Loco é um líder e tem o direito de cobrar.

Vamos acabar com essa picuinha e jogar galera. Pois o mais importante é o Botafogo. Vocês recebem seus altos salários é para correr mesmo. E se o Loco não corre tanto como vocês, isso é natural. Ele é atacante e tem de fazer gol. Para isso ele tem de ficar na área esperando bolas. E o seu privilégio vem da sua capacidade de atrair a torcida. Simples assim.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Última cartada

O time do Botafogo que vai enfrentar o Fluminense domingo, às 17h, em Volta Redonda, está praticamente definido. Será o mesmo que começou contra o Atlético-MG, com excessão da lateral esquerda, que terá a volta de Cortês, no lugar de Éverton suspenso. O zagueiro Antônio Carlos e o lateral direito Lucas, contundidos, seguem fora. Herrera também está suspenso. A equipe que treinou nesta sexta-feira formou com Jéfferson, Alessandro, Gustavo, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Felipe Menezes e Maicosuel; Élkeson e Loco Abreu. No coletivo, os titulares venceram os reservas por 5 a 1, gols de Felipe Menezes (2), Maicosuel, Élkeson e Loco Abreu. Alex descontou para os reservas.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Novo técnico do Botafogo será Oswaldo de Oliveira

Foto: Divulgação

O novo técnico do Botafogo para a temporada 2012 será Oswaldo de Oliveira, que estava no Kashima Antlers, do Japão, e voltará ao futebol brasileiro depois de cinco anos. O treinador já estaria acertado com o Botafogo. Seu contrato com o clube japonês encerra em 1º de janeiro. O advogado que o representa deve se reunir na segunda-feira com os dirigentes alvinegros para selar o acordo. Só então o anúncio oficial poderá ser feito.

Oswaldo de Oliveira foi Campeão Brasileiro de 1999 e do Mundial de Clubes da Fifa em 2000 pelo Corinthians. Com o Vasco, conquistou os títulos da Copa João Havelange e da Copa Mercosul, ainda em 2000, embora tenha saído do clube antes do fim das duas competições, por divergências com a diretoria. Ele treinou também São Paulo, Flamengo, Corinthians, Vitória, Santos e Cruzeiro.

Com informações do Lancenet.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Botafogo em Machu Picchu

O ilustre botafoguense Gildo Henrique levou as cores do Alvinegro para Machu Picchu, no Peru.

Neto coloca técnico estrangeiro no Botafogo

O mesmo Neto, comentarista da Band, que sacaneou o Botafogo recentemente ao colocá-lo no mesmo nível de América e Portuguesa, diz agora que o clube pode surpreender a torcida com um nome diferente dos que até agora eram ventilados para técnico do time. Segundo Neto, que afirma ter uma fonte segura no Rio de Janeiro, o nome que deverá ser anunciado na segunda-feira pelo Botafogo é o do sueco Sven-Göran Eriksson, que treinou a seleção inglesa nas Copas de 2002 e 2006 e a Costa do Marfim no Mundial da África do Sul.


Sven-Göran Eriksson , de 63 anos, está sem clube desde que deixou o comando do Leicester City, da segunda divisão inglesa, em outubro. Na carreira, o sueco teve passagens por Roma, Benfica, Sampdoria, Lazio e Manchester City. Entre os títlos conquistados, destacam-se o Campeonato Italiano com a Lazio em 2000, o Campeonato Português com o Benfica (1983, 1984 e 1991) e a Copa da Uefa de Göteborg em 1982.

Se não for mais uma brincadeira do Neto…

Com informações do Fogãonet.

Tripulantes da barca alvinegra

O ano está acabando e a barca do Botafogo, graças a Deus, está zarpando. Escutei a boa notícia hoje à noite, na Rádio Globo. Quem apurou foi o repórter André Marques, setorista do Botafogo e que está todos os dias no clube. Pois é, podem confiar na fonte. Ele detalhou os integrantes da barca, todos os que ficam no Botafogo e ainda alguns que podem zarpar dependendo das negociações.
O comandante da barca é o ex-flamenguista Everton, ele não quer ficar e o Botafogo também não o quer mais. Junto com ele vão partir o volante Léo e o atacante Alexandre Oliveira (quem?). Outros quatros jogadores que pertencem ao Botafogo serão emprestados: Márcio Azevedo, Araruama, Somália e (esse me surpreendeu) Caio. O talismã não joga no Botafogo na próxima temporada. Bruno Thiago e Gustavo também estão fora. Os dois não serão mais aproveitados, ou serão emprestados ou terão o vínculo encerrado.
Thiago Galhardo ainda vai ser avaliado, inclusive será titular contra o Fluminense, se fizer chover no Engenhão ficará em 2012, se ajudar o Botafogo a ter um 2011 ainda mais melancólico vai voltar pra Bangu.
O resto vai ficar e a diretoria do Botafogo conta com eles para 2012: Jefferson, Antônio Carlos, Fábio Ferreira, Cortês, Marcelo Mattos, Renato, Elkeson, Maicosuel, Herrera, Loco Abreu, Renan, Lucas, Lucas Zen, Felipe Menezes (isso mesmo, ele vai ficar), Cidinho, Alex, William, Milton Raphael e Alessandro (isso mesmo, ele também vai ficar).
Sobem dos juniores para a equipe de profissionais: o goleiro Andrey, o lateral-esquerdo Renan (que será reserva imediato de Cortês), o volante Fabiano e os meias Vitinho e Jéferson.
O que eu acho? Bom, Caio e Somália são bons reservas. São polivalentes e bons jogadores de segundo tempo, deveriam ficar. Felipe Menezes é horrível e deveria abandonar a carreira. Alessandro deveria voltar para Tócos e abrir uma escolinha de futebol para crianças carentes, ficaria mais bonito pra ele. Fábio Ferreira deveria ser emprestado ao Bahia, lá é que é lugar de jogador mediano. Antônio Carlos é mais ou menos, mas com um bom zagueiro ao seu lado não compromete. Acho que essa barca poderia ganhar mais tripulantes e espero que isso aconteça assim que o novo técnico chegar.

domingo, 27 de novembro de 2011

Puma próximo de acerto com o Botafogo

Como havia anunciado aqui em março, o Botafogo agora está perto de assinar contrato com a Puma, de acordo com o Lancenet!. Segundo site a Puma seria nova fabricante dos uniformes do Botafogo nos próximos três anos. Em março o nosso colega Cássio postou aqui a imagem do uniforme do Newcastle United, fabricado pela Puma e que é muito parecido com o Botafogo, a aptir desta imagem dá se fazer uma ideia de como ficará o uniforme do Botafogo. Sinceramente espero que este acerto seja concretizado, pois apesar de simples os uniformes da Puma são muito bonitos. Vamos aguardar.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Recado para o Loco

Tá bom Loco Abreu. Cortou o cabelinho (tá calor né?). Foi homenageado na Câmara de Vereadores do Rio e na Assembleia Legislativa, encerrou o Globo Esporte. Mas tá na hora de voltar a fazer gols. Atacante vive de gols e não de entrevistas e campanha eleitoral. Temos de ganhar o Galo domingo. E para isso, é de fundamental importância que você não se omita. Faça igual ao Fred, que quando o Fluminense mais precisa dele, ele aparece e faz uma enxurrada de gols.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Fotos inéditas da Musa do Blog, Hítalla Valentim


Descobrimos novas fotos da Musa do Blog, Hítalla Valentim, com a camisa do Botafogo. Ela que chegou às semi-finais do Concurso Musa do Brasileirão 2011. Natural de São Fidélis, formada em Enfermagem, Hítalla trabalha como corretora de imóveis. Presença vip nas baladas, ela arrasa por onde passa. Deliciem-se!
Fotos: Facebook
Fazendo o símbolo da Fúria!


Beleza natural


Ai se eu te pego!


Paixão pela estrela solitária


Essas vão de brinde!

Corpo escultural


Cheia de estilo

Deixamos a melhor para o final

Pronta para o Verão

Blog vai ganhar nova colaboradora

Foto: Facebook
A nova aquisição do blog é a relações públicas Débora Uhlmann, campista de 25 anos, sobrinha do locutor da Rádio 97 FM, Rui Uhlmann. Botafoguense de carteirinha, ela frequenta treinos do Botafogo em General Severiano e jogos no Engenhão. Seu ídolo é Túlio Maravilha. De família botafoguense - apenas o pai torce para o Bangu - até o namorado é botafoguense. O jogo inesquecível para ela foi a final do Campeonato Brasileiro de 1995 contra o Santos, no qual o Botafogo se sagrou campeão. Débora em breve estará postando aqui neste espaço. Sucesso para a nossa nova colaboradora!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Nike está negociando com o Botafogo

A Nike, que há dois anos só veste Corinthians e Seleção, está atacando o mercado de fornecimento de material esportivo para clubes de massa no Brasil. A meta é vestir ao menos um time nas principais cidades do futebol no Brasil até a Copa de 2014. Neste momento, negocia com Santos, Botafogo, Internacional e Bahia. O contratos fechados serão anunciados no início de dezembro, logo depois do final do Brasileiro. No futuro a Nike deve partir para cima dos clubes mineiros.

Fonte:Lancenet

domingo, 20 de novembro de 2011

Preto e Branco na veia

(Foto: Wesley Machado)


Nos dias de jogos do Botafogo, os irmãos gêmeos Preto e Branco se concentram na esquina da entrada dos ônibus, próximo à Igreja Santa Terezinha, na Pecuária. Ao som de rap, os furiosos bebem um drink. Eles são fãs de Loco Abreu e têm fé na vaga para a Libertadores!

sábado, 19 de novembro de 2011

Carioca, Brasileirão e Libertadores

O Botafogo deverá vir três vezes à região no Carioca 2012. Duas estão certas. Na última rodada da Taça Guanabara contra o Macaé. E na primeira rodada da Taça Rio contra o Americano, em Campos. Na última rodada da Taça Rio tem um jogo contra o Boavista, que também poderá ser em Macaé, como foi este ano. Sei que ainda estamos preocupados com o Brasileirão e a vaga na Libertadores, mas como a Feerj divulgou a tabela quinta-feira, isso não poderia passar despercebido. Claro que se nos classificarmos para a Libertadores (e espero que isso aconteça), o Carioca vai ficar em segundo plano. Mas sabemos como é boa uma competição caseira e a possibilidade de vermos o nosso time aqui perto. Estamos no grupo do Flamengo e do Bonsucesso, de Túlio Maravilha.

Agora sobre o jogo deste domingo às 17h contra o Inter no Engenhão informo, a quem possa interessar, que não poderei ver o jogo pois estarei de plantão trabalhando. Cobrirei uma missa campal na Igreja Nossa Senhora da Penha de Morro do Coco, com o padre Robson Oliveira, do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, de Trindade (GO), que será transmitida ao vivo em rede nacional pela Rede Vida de Televisão. Uma boa notícia para quem considera que sou pé frio. Afinal minha estreia no Engenhão foi justamente na derrota para o Figueirense, quando começou nossa derrocada. Quem sabe assim o time volta a ganhar.

Sobre o time, as informações oficiais dão conta de que Lucas e Maicosuel, contundidos, devem ser desfalques. Eles darão lugar a Alessandro e Éverton, respectivamente. Como Maicosuel não tá jogando nada mesmo, vale a pena dar uma chance ao Éverton, que está com vontade e tem entrado bem nos últimos jogos. Quem se deu bem foi o Cortês que, depois que foi convocado para a Seleção, ficou deslumbrado e vem muito mal. Inclusive o pênalti que resultou no primeiro gol do América-MG quarta-feira aconteceu após uma falha dele. Na última partida ele foi substituído e há quem já peça a sua barração.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Depois da tempestade vem a bonança

Foto: Facebook

A esplendorosa Fabiana Miranda, enfermeira de 26 anos, botafoguense de coração. Mãe de Betina, de 1 ano. O pai e o irmão dela, José Santana e Fabrício, respectivamente, são alvinegros. E a irmã famosa, Alessandra Ribeiro, repórter do SBT, também torce para o time da estrela solitária. Ela que prometeu mandar uma foto com a camisa do Fogão para ilustrar a coluna Gata Botafogo. Estamos esperando, Alessandra!

Caio Jr. caiu

O Álvaro cantou a pedra desde a aliminação na Sul-Americana. Eu fui contra. Agora depois de três derrotas seguidas e a vaga na Libertadores ameaçada, cai o técnico Caio Júnior. Jorginho (Portuguesa) e Marcelo Oliveira (Coritiba) são os primeiros nomes cogitados.

A cada derrota eu me torno mais botafoguense

Eu confesso. Meu pai levou dois flamenguistas ao Maracanã em 1999. Um colega dele, que foi dirigindo o carro; e o pai do colega dele, os dois com o mesmo nome que prefiro não pronunciar. Eu confesso. Não usei uma camisa do Botafogo na final da Copa do Brasil daquele ano contra o Juventude. Preferi colocar uma camisa azul, neutra. Confesso que desde aquela época tinha medo de flamenguista. E eu que já fui flamenguista, também confesso. Pois bem, aquela viagem terminaria com o Botafogo perdendo o título em pleno Maracanã lotado com 110 mil pessoas, nem todas botafoguenses – pelo menos duas eu tenho certeza.

Na volta a Campos, no Oasis (lanchonete/restaurante famoso na estrada para o Rio) um indivíduo com a camisa do Palmeiras chamou atenção dos botafoguenses. O Juventude que havia segurado o zero a zero com o time da casa e se sagrado campeão era patrocinado pela Parmalat, assim como o Palmeiras. Foi a senha para um tumulto geral. Os alvinegros queriam esganar o palmeirense que tinha a camisa também das mesmas cores do time gaúcho. Ainda na volta para Campos fomos, meu pai e eu, obrigados a ouvir o hino do Flamengo várias vezes. Uma verdadeira tortura.

Conto isso porque caímos, meu pai e eu, no mesmo erro de levarmos um flamenguista a um estádio para ver um jogo do Botafogo novamente. Nosso amigo Avelino Ferreira, que diz torcer para todos os times do Rio. Aquele discurso politicamente correto de que os times do Rio têm de estar bem. Conversa fiada. Logo ele que é tão polêmico, fala o que pensa e não gosta de fazer média com ninguém. Emfim, fomos ao jogo ele, nosso amigo flamenguista Avelino Ferreira, sua esposa, Viviane, que diz ser vascaína, meu pai, Fernando e eu, quem vos escreve.

Era a minha primeira vez no Engenhão. Logo no início do jogo, gol do Figueirense. Silêncio no estádio. O gol parecia que tinha sido anulado. Todo mundo parado. E Viviane solta uma gargalhada. Ela não entendeu nada. O jogo corre e nada de o Botafogo fazer o seu gol. Fim de partida. O Botafogo perde. Isso foi no sábado. Na segunda tinha um lançamento de um livro para eu participar. O livro que seria lançado tinha uma crônica minha “O palito de churrasco”, sobre uma história real que aconteceu comigo quando fiz uma “macumbinha” para o Botafogo não perder do Flamengo num jogo de master no estádio do Goytacaz em Campos.

Tindo ido ao Rio muito mais para o lançamento do livro. Aproveitei que ganhei dois ingressos como prêmio por ter sido selecionado no concurso de crônicas e fui ao jogo. Só quando voltei a Campos que fui saber que meu amigo Avelino tinha feito uma mandinga para o Botafogo perder. Lembrei-me logo daqueles dois flamenguistas de 99. E eu sem a camisa do Botafogo. Será que eles também fizeram mandinga? Não sei. Mas aprendi. Não levo mais flamenguista para ver jogo do Botafogo.

E pior. Cheguei ontem em casa (aprendi a falar assim e ninguém vai me corrigir – esse negócio de “à casa” é coisa de fresco). Após mais uma derrota do Botafogo, desta vez para o América Mineiro – a terceira seguida desde que meu pai e eu fomos ao Engenhão – e minha filha logo falou: “Pai, eu sou Botafogo. Botafogo de Loco Abreu”. O clima de velório, aumentado pelo telefonema do amigo botafoguense Alexandre muito desanimado com o time, havia momentaneamente acabado. Mas não é que depois do jogo do Vasco que havia empatado com o Palmeiras, no Placar da Rodada dentro do Jornal da Globo, ao ver que o Botafogo havia perdido mesmo com o gol de Loco Abreu, minha filha Luiza disse: “Pai, eu sou Flamengo!”

Tomei um susto e perguntei: “Porque minha filha? Você não falou que era Botafogo?” E ela respondeu: “Mas o Botafogo está perdendo, pai”, disse ela inocente. Eu retruquei: “Mas seu pai é Botafogo, seu avô é Botafogo, sua dinda é Botafogo”. E ela concluiu: “Mas meu tio é Flamengo”. Pensei: “Logo meu irmão que não entende de futebol.” Insisti e falei para ela: “Luiza, mas eu te dei a camisa do Loco Abreu”. Ela ficou quieta. Eu falei: “Toma. O bonequinho também é seu” (peguei o mascote/imã da geladeira). Continuei: “A bandeirinha é sua. O relógio é seu” (tudo do Botafogo). E ela sorriu.

A partir de agora mais do que o Botafogo voltar a ganhar é imprescindível que eu reconquiste a confiança da minha filha. Mesmo que o Botafogo continue perdendo. Que o Botafogo nunca mais ganhe. Porque ela não pode deixar de ser botafoguense. Para ela, como no hino, o Botafogo não pode perder. Nem que para isso eu esconda as derrotas do Botafogo dela. Ontem antes do jogo, um amigo falou em tom de brincadeira: “Se o Botafogo não vencer hoje eu deixo de ser Botafogo”. Após mais essa derrota eu raciocinei. Não vou deixar de ser botafoguense por causa de uma derrota. Pelo contrário. A cada derrota eu me torno mais botafoguense.

Texto postado originalmente no site futebolmania.net

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Botafogo alterado para confronto contra o América-MG

O Botafogo vem alterado para o confronto contra o América-MG daqui a poucos minutos na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. O técnico Caio Júnior escalou o time alvinegro com três zagueiros. A novidade é que o zagueiro Gustavo entra no lugar do atacante Herrera. O objetivo do esquema é que a equipe fique menos vulnerável com os avanços do lateral-esquerdo Cortês. Outra mudança é a volta do lateral-direito Alessandro no lugar de Lucas. Temos de ganhar! Vamos torcer!

Com informações da Rádio Globo (Redação do site futebolmania.net)

domingo, 13 de novembro de 2011

Agora, já era!

Quando o Botafogo perdeu para o Santa Fé, da Colômbia, por vexatórios 4x1, defendi, a saída de Caio Júnior. A postagem está aqui. De lá pra cá, Caio parece ter ratificado o posicionamento. O time conseguiu a proeza de perder para o Figueirense, em casa, com três cabeças de área!! E ele, Caio, continuou a dar entrevistas esfarrapadas, culpando o calendário, os dirigentes, a torcida e, "novidade"!, a crítica a seu trabalho. Só não percebe e não aceita que ele, sim, comete equívocos. E gravíssimos. Que o mais elementar dos torcedores é capaz de notar.

Hoje, contra o Vasco, lançou Bruno Thiago, no segundo tempo. Resultado: em dois minutos levou cartão amarelo. O exato repeteco do jogo contra o Santos. Por que, então, insistir no mesmo jogador? Coisas do "genial" Caio Júnior. Ele não tem alternativas, não faz o time "andar". É tarde: a diretoria não vai trocar o treinador faltando quatro rodadas. Não mudou antes, não será agora...

Fica a singela torcida por uma vaga na Libertadores, o que, sinceramente, está bem difícil. O que deve ficar, mesmo, é a lição para a diretoria: "limpar" o elenco e mandar embora gente que não deu certo. A lista: Bruno Thiago, Léo, Thiago Galhardo, Araruama, Felipe Menezes, Alexandre Oliveira, etc... Sem falar em Alessandro, Márcio Azevedo e Caio, por motivos diversos. É quase metade do elenco!!! E, por favor, contratem um técnico com mentalidade vencedora. De preferência, com currículo de campeão. Tenho dito.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

E renasce a esperança...

Sabe aquela toalha que eu joguei semana passada? Pois é, peguei de volta. Quando o Botafogo perdeu de forma bisonha para o Figueirense eu cheguei a conclusão de que não seríamos campeões. Mas isso foi no sábado. No domingo o Vasco e o Corinthians resolveram recolocar o Botafogo na briga.
Dei uma olhada na tabela do Botafogo, do Flamengo, Fluminense, Corinthians e Vasco e analisando friamente é possível sim que o Botafogo vença os seus jogos (ou empate um deles) e seja campeão. Se você tem boa memória vai se lembrar que os cinco próximos adversários do Botafogo foram presas fáceis no primeiro turno, somente o Internacional venceu o Fogão, ainda assim em um jogo complicado onde o Botafogo não jogou mal.
Pois é, mesmo com Herrera reclamando, Caio Jr. inventando e Elkeson e Cortês em péssima fase ainda resta uma esperança. Os adversários diretos, os que estão disputando o título, são tão incompetentes quanto o Botafogo, por isso se o time de General Severiano prestar só mais um pouco de atenção e mantiver a calma Garrincha nem vai precisar baixar no Engenhão.

Tarde de autográfos em General Severiano

Foto: Viviane Terra
Eu com o ex-sindicalista Papi, natural de São Fidélis

Estive ontem na sede do Botafogo, em General Severiano. No Espaço Glorioso, anexo à loja oficial do clube, em meio à fotos de ídolos como Nilton Santos e Garrincha, autografei a minha crônica "O palito de churrasco", a terceira do livro editado pela Livros Ilimitados em parceria com o Botafogo e que já está disponível para venda aqui. “A Magia do 7” poderá ser comprado também em livrarias do Rio de Janeiro. A expectativa é que a obra também seja vendida em Campos. Tenho um projeto para que a crônica que compõe o livro seja adaptada para o cinema.

Atualizado às 18:09

domingo, 6 de novembro de 2011

Campeão? Só se Garrincha baixar no Engenhão

Eu estava relutando muito para aceitar essa situação, mas depois da derrota ridícula e da atuação de ontem, chego a conclusão de que o Botafogo não vai ser mais campeão brasileiro em 2011 e pode, inclusive, não conseguir uma vaga para a Libertadores, o tal prêmio de consolação da torcida.
Conseguir uma vaga para o torneio continental é algo para se comemorar? Não sei. Eu quero é ver o meu time campeão, esse é o objetivo! Time que entra em campeonato pensando em "pelo menos" conseguir uma vaga na Libertadores não vai sequer passar da primeira fase quando bater de frente com  Boca Juniors.
Essa equipe do Botafogo, a começar pelo técnico Caio Jr não tem mentalidade de campeã. Acho pouco provável que ganhe o título jogando da maneira que joga. A maior parte da culpe é mesmo do técnico Caio Jr, que escala mal inventa demais e perde oportunidades. Futebol, às vezes é mais simples do que se imagina. Se Herrera vai mal, para o lugar dele Caio Jr tem Alex, Caio, Alexandre, Willian e ainda pode escalar Maicosuel e Elkeson adiantados. O time tem pelo menos seis volantes à sua disposição. Três meias armadores e de ligação e um para cada estilo de jogo. Ou Caio Jr não conhece o time que tem em mãos ou simplesmente não sabe escalar.
Faltam cinco jogos e sinceramente não acredito que o Botafogo vai ganhar do Vasco, Internacional e estou começando a duvidar até da vitória sobre o América-MG. Se for campeão será um milagre, continuo torcendo como sempre, mas meu otimismo foi embora ontem com a derrota para o Figueirense.

sábado, 5 de novembro de 2011

"Amanhã há de ser outro dia"

Só sei de uma coisa. Fico com o comentário de um otimista no blog do PC: "Vamos vencer o Vasco"! E vocês fiquem com as beldades que foram hoje ao Engenhão.

Fotos: Wesley Machado
As belas estudantes, ambas de 15 anos, Joyce Lima e Natália Bianca,
que vieram de São Pedro da Aldeia para ver o jogo.





sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Família de personalidade

Foto: Wesley Machado
Certa vez ao chegar a um hotel para uma entrevista com o pianista Arthur Moreira Lima, e vê-lo lendo a página de esportes do extinto JB, que dava destaque, como de praxe, ao Flamengo. Perguntei a Arthur se ele era flamenguista. Ele refutou a hipótese e me respondeu prontamente que não, que era tricolor com muito orgulho. E emendou: "Prá mim é uma falta de personalidade torcer para o Flamengo".

Essa frase ficou na minha memória e veio à tona agora ao conhecer o jovem botafoguense Caio Bernardo, de 13 anos; filho do meu colega tricolor, o cinegrafista Serginho Campeão. Caio é botafoguense desde os cinco anos, influenciado pela mãe que torce pelo time de General Severiano. Serginho disse que não fez questão do filho ser tricolor porque o outro filho, mais velho, já torce para o time das Laranjeiras. "Ficou bem dividido", considerou Serginho.

Caio se mostra confiante no título do Botafogo. "Vamos ser campeões! E em cima do Fluminense!", afirmou o prodígio alvinegro, provocando o pai. Perguntado sobre o palpite para o jogo de amanhã contra o Figueirense no Engenhão, a princípio o garoto disse 3 a 0, mas alertado pelo pai tricolor de que o jogo era difícil, Caio falou: "2 a 1, gols de Élkeson e Cortês".

Time confirmado com Léo no lugar de Herrera

O Botafogo está confirmado para o jogo contra o Figueirense, neste sábado, no Engenhão. O técnico Caio Júnior optou pelo volante Léo e sacou Herrera do time titular. Com isso, Renato ganha uma função mais ofensiva no meio de campo alvinegro. Outra novidade é a volta de Lucas no lugar de Alessandro, que sentiu dores no treino de ontem e deve ficar como opção entre os reservas.

As informações são do Lancenet.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

6 mil ingressos já foram vendidos para Botafogo x Figueirense

Seis mil ingressos já foram vendidos para o jogo deste sábado (5), entre Botafogo e Figueirense, às 19 horas, no Engenhão, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os ingressos do setor Leste Inferior já estão esgotados. Nas sedes do clube, a venda é das 10h às 17h. Os preços variam de R$ 20 a R$ 50.

Torcedor do plano Sou Botafogo Super VIP e VIP tem acesso pelo setor Oeste Inferior, enquanto Sou Botafogo Acima de Tudo pelo Oeste Superior e Sou Botafogo Fanático pelo Leste Inferior. O setor Sul está destinado à torcida do Figueirense. Há gratuidade para menores de 12 anos, idosos e deficientes em todos os setores e meia-entrada para estudantes.

PREÇOS:

Oeste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia) - BOTAFOGO
Oeste Inferior: R$ 50 (R$ 25 meia) - BOTAFOGO
Norte: R$ 20 (R$ 10 meia) - BOTAFOGO
Leste Superior: R$ 40 (R$ 20 meia) - BOTAFOGO
Leste Inferior: R$ 20 (R$ 10 meia) - BOTAFOGO (ESGOTADO)
Sul: R$ 50 (R$ 25 meia) - Figueirense

POSTOS DE VENDA:
(www.botafogo.com.br e www.futebolcard.com)

General Severiano, Caio Martins e Stadium Rio (Bilheteria Norte)
Clube Casa de Viseu – Rua Carlos Chambelland, 40 – Penha Circular
São Januário - Rua General Almério de Moura ,131 (Bilheteria 11)
Laranjeiras - Rua Álvaro Chaves, 41
Casa da Vila da Feira - Rua Haddock Lobo 195 - Tijuca
Rua General Góis Monteiro, 195 - Posto de gasolina Ale - Botafogo

Com informações do site oficial do Botafogo de Futebol e Regatas

Lançamento do livro "A Magia do 7" confirmado para segunda-feira

O Botafogo F. R. confirmou para segunda-feira (7), às 17h30, o lançamento do livro "A Magia do 7", com happy hour em General Severiano, sede do clube, dentro das ações de marketing do "Sete é Fogo".

No livro, editado pela Livros Ilimitados, estará a crônica "O palito de churrasco", de autoria do editor do Blog Estrela Solitária no Coração, Wesley Machado, um dos sete vencedores do 2º Concurso Crônicas Alvinegras que reuniu mais de 200 cronistas de todo o Brasil.

Na oportunidade, os autores estarão autografando os livros, que serão vendidos na Loja Oficial do Botafogo, no site da editora e em livrarias. O evento deverá contar com a presença do presidente do Botafogo e candidato à reeleição, Maurício Assumpção.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Making of do segundo ensaio de Caroll Marques, musa do Botafogo



Loco Abreu não é convocado para amistoso contra a Itália

O atacante Loco Abreu não foi convocado pelo técnico Oscar Tabárez para o amistoso do Uruguai diante da Itália, dia 15, em Roma. Assim, crescem as chances de Loco Abreu enfrentar o Vasco no clássico do dia 13 no Engenhão. Mas, dois dias antes, dia 11, o Uruguai enfrenta o Chile pelas Eliminatórias, em Montevidéu, e Abreu tem, inclusive, chances de começar jogando, por conta da contusão de Forlán.

Com informações do FogãoNet.

Para o título, rendimento precisa melhorar na reta final

Futucando números aqui e ali, há uma conta interessante de se fazer. Tomando por base as últimas seis rodadas do primeiro turno, é possível calcular corretamente quantos pontos cada um dos oito primeiros colocados do Brasileirão fizeram. Depois, somando esses pontos aos já conquistados até agora, chega-se a uma classificação imaginária, ao fim do campeonato.

O Botafogo foi o time com a melhor campanha na reta final do turno. Fez 12 pontos. Logo atrás aparece o Vasco, com 11. O Corinthians somou apenas oito. Aplicando-se a matemática simples, o Botafogo atingiria 67 pontos, dois a menos que o Vasco. O Corinthians terminaria com 66, em terceiro. É um somatório apenas virtual. Mas dá para notar que o Fogão tem que melhorar um pouquinho o rendimento para ficar com o título.

Pontos conquistados pelos oito primeiros colocados nas últimas seis rodadas do primeiro turno:
Botafogo - 12 pontos
Vasco - 11 pontos
São Paulo - 10 pontos
Figueirense - 10 pontos
Flamengo - 9 pontos
Corinthians - 8 pontos
Internacional - 8 pontos
Fluminense - 7 pontos

Classificação atual:
1º) Corinthians - 58
2º) Vasco - 58
3º) Botafogo - 55
4º) Fluminense - 53
5º) Flamengo - 52
6º) Internacional - 51
7º) São Paulo - 50
8º) Figueirense - 50

Classificação imaginária, somando os pontos da classificação atual com o que foi conquistado nas últimas seis rodadas do primeiro turno:
1º) Vasco - 69
2º) Botafogo - 67
3º) Corinthians - 66
4º) Flamengo - 61
5º) Fluminense - 60
6º) São Paulo - 60
7º) Figueirense - 60
8º) Internacional - 59

Resultados dos oito primeiros colocados nas últimas seis rodadas do primeiro turno:
14ª Rodada
Figueirense 2x0 Botafogo
Vasco 2x0 Santos
Corinthians 2x1 América/MG
Fluminense 2x0 Internacional
Cruzeiro 0x1 Flamengo
São Paulo 3x0 Bahia

15ª Rodada
Flamengo 1x0 Coritiba
Atlético 1x2 Figueirense
Internacional 3x2 Cruzeiro
América 3x0 Fluminense
Botafogo 4x0 Vasco
Avaí 1x2 São Paulo
Atlético/PR 1x1 Corinthians

16ª Rodada
São Paulo 2x2 Atlético/PR
Botafogo 4x2 América/MG
Corinthians 2x2 Ceará
Vasco 1x0 Palmeiras
Figueirense 2x2 Flamengo
Grêmio 2x1 Fluminense
Bahia 1x1 Internacional

17ª Rodada
Fluminense 3x0 Figueirense
Avaí 0x2 Vasco
Internacional 1x0 Botafogo
Atlético/MG 2x3 Corinthians
Flamengo 1x4 Atlético/GO
América/MG 1x1 São Paulo

18ª Rodada
Corinthians 0x2 Figueirense
Botafogo 3x1 Atlético/MG
Internacional 2x2 Flamengo
São Paulo 1x1 Palmeiras
Vasco 1x1 Fluminense

19ª Rodada
Fluminense 1x2 Botafogo
Palmeiras 2x1 Corinthians
Santos 1x1 São Paulo
Flamengo 0x0 Vasco
Grêmio 2x1 Internacional
Figueirense 2x3 Avaí

domingo, 30 de outubro de 2011

Sofrido

Tirei a barba que não estava dando sorte, meu pai mudou a cadeira da sala e vi o jogo sem camisa do Botafogo. Deu certo. Claro que isso não foi fundamental para a importante vitória no difícil jogo de ontem contra o bom time do Cruzeiro. É só uma questão de superstição. Decisivo foi o cruzamento de Élkeson e a cabeçada certeira de Loco Abreu. Muito sofrimento, como sempre acontece com o Botafogo. O juiz querendo atrapalhar. Herrera e Caio perdendo gols incríveis. Mas continuamos na briga. Os jogadores ganharam dois dias de folga. Merecido. Terão a semana cheia pela frente para se preparar para a partida de sábado (5), às 19h, contra o Figueirense, no Engenhão. Teremos as voltas de Lucas e Marcelo Mattos. O título parece difícil mas temos de acreditar. Estamos há três pontos do Corinthians, que tem uma tabela aparentemente mais favorável e vem de dois bons resultados contra Inter fora e Avaí em casa. Na próxima rodada eles pegam o desesperado América-MG fora de casa. Quem sabe não dá uma zebra. O Vasco tem três clássicos pela frente e não deverá chegar. O Fluminense tem um time perigoso. Enfrenta o Inter na próxima rodada, que também vem numa crescente. O Flamengo é carta fora do baralho. Não deve se classificar nem para a Libertadores. Dia 04/12 saberemos o final da história.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

"O brilho de uma estrela"

O texto abaixo foi transcrito do livro publicado em 1999 "7 mil horas de Futebol", de Luiz Mendes (1924-2011), que morreu hoje após complicações decorrentes da diabetes. É uma singela homenagem de sua gente ao "comentarista da palavra fácil", um grande botafoguense. Deliciem-se com essa bela história.

Minha mulher, Daisy Lúcidi, é torcedora do Fluminense, eu, do Botafogo. Em 1957, nosso filho, o Júnior começou a ir ao Maracanã, acompanhando-me. Não sabia por que clube torcer. Nem eu, nem Daisy, quisemos fazer sua cabecinha. Eu disse a ele que escolhesse o clube campeão daquele ano. O campeonato foi transcorrendo e por uma coincidência muito bem tramada pelos deuses do futebol, Botafogo e Fluminense, foram para a decisão, no dia 20 de dezembro de 1957, no Maracanã.

O Botafogo venceu e foi campeão, numa tarde memorável de Paulinho Valentim, autor de cinco dos seis gols de seu time. Terminado o jogo, já no regresso para a casa, quando passávamos em frente à sede do Botafogo, meu filho, que contava ainda sete anos incompletos, pediu-me para parar o carro: queria participar da festa do título, que estava começando no belo palacete colonial da Av. Venceslau Brás. Paramos o carro no estacionamento (saudosos tempos em que havia estacionamento!). Encaminhamo-nos para a sede. Lá estava, risonho e feliz, o Presidente Paulo Azeredo. Era um homem pequenino, de olhos vivos, simpático. Contei-lhe que meu filho, naquela tarde, tornara-se botafoguense. Dr. Paulo aumentou o tamanho de seu sorriso e disse: "Esse menino nunca mais esquecerá este dia. Vamos marcá-lo". Tirou da lapela o distintivo do Botafogo e o pregou na camisa do Júnior. Constrangi-me, porque percebi que o distintivo era de ouro maciço, inclusive o pregador com "pega ladrão" e a estrela solitária, realmente um solitário, um brilhante. Fiz tudo para devolver, mas o Dr. Paulo Azeredo havia tomado a decisão de condecorar o novo botafoguense. Até hoje, meu filho tem esse mimo comemorativo do dia em que ele foi conquistado pelo Botafogo. Sim, porque Adalberto, Beto, Tomé, Servílio e Nilton Santos. Pampolini, Didi e Edson. Garrincha, Paulo Valentim e Quarentinha, mais o técnico João Saldanha, ao ganharem o título de 57, conquistaram o coração de Luiz Mendes Júnior. Sem qualquer influência do pai, como não teria interferência da mãe, se o Fluminense houvesse sido o vencedor.

Morre Luiz Mendes




Morreu hoje, um grande botafoguense , o jornalista Luiz Mendes. Nossa homenagem ao "comentarista da palavra fácil". Abaixo um texto do UOL sobre Mendes:

"Morreu nesta quinta-feira, aos 87 anos, o radialista Luiz Mendes, conhecido como o “Comentarista da Palavra Fácil”. O jornalista nasceu em 9 de junho de 1924, em Palmeira das Missões, no Rio Grande do Sul. Luiz estava internado no Hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, desde o dia 17 de outubro. A assessoria do hospital não informou a causa da morte.

O radialista começou sua carreira em sua cidade natal. Mas foi em Porto Alegre, na Rádio Farroupilha, que ele se tornou locutor. Aos 19 anos, se mudou para o Rio de Janeiro, já na área de locução esportiva. E em 1944 entrou para o time da Rádio Globo e, após dois anos, o locutor já ganhava um concurso de melhor locutor esportivo.

Luiz Mendes narrou, pela Rádio Globo, a final da Copa de 1950, no Brasil. A derrota para o Uruguai, segundo ele, foi um dos maiores choques de sua carreira, tanto que ele não perdeu o tom da narração até o apito final da partida. O radialista explicou que, na sua cabeça, era impossível imaginar que o Brasil pudesse perder a decisão.

Luiz Mendes trabalhava atualmente como comentarista da Rádio Globo. Além de lá, ele trabalhou porum curto período na Rádio Tupi, também no Rio de Janeiro. O radialista sofria de diabetes e tinha parte de uma perna amputada por conta do problema.

O Botafogo, clube pelo qual torcia, já divulgou uma nota oficial lamentando a morte do comentarista e decretou três dias de luto por conta do falecimento de Luiz Mendes."

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Fora, Caio Júnior!

Cheguei ao limite com Caio Júnior. Sinceramente, ou o Botafogo manda esse cara embora agora e arruma outro treinador, ou periga não conquistar nem a vaga na Libertadores. Sim, porque título já é quase utopia. E não é corneta, não! Caio perdeu o controle do grupo e da situação. Até o pacato presidente Maurício Assumpção esgotou a paciência com ele e o criticou publicamente após a derrota para o Atlético Goianiense. Maicosuel, conhecido antigo de Caio desde a época do Paraná, saiu "cuspindo marimbondo" ao ser substituído contra o Avaí. Caio Júnior chegou ao ponto de pinçar novamente Alessandro como titular na lateral direita. Inacreditável!

No duelo com o Corinthians, naqueles dias abençoados tão raros, as "mágicas" de Caio deram certo. Então, diante do Santos, um jogo completamente diferente, ele repetiu a mesma tática. E, pior, colocou Bruno Thiago, que sempre foi segundo volante ou armador, para marcar Neymar homem-a-homem. O resultado foi o desastre que se viu. Porque, nesse dia, não pôs o Somália? É maluquete? É. Mas é o melhor "carrapato" do elenco. Ainda contra o Santos, Caio Júnior deixou Lucas, um lateral direito ofensivo, no banco. E eles tinham um zagueiro lento improvisado na lateral esquerda (Durval).

Pior estava por vir. Contra o Avaí, um time medíocre e que está prestes a ser rebaixado, Caio pôs Elkeson na suplência. No segundo tempo resolveu "copiar" o que o Santos havia feito diante do próprio Botafogo na Vila, três dias antes: escalou três cabeças-de-área para "liberar" os homens de frente. O time até melhorou, mas ficou nítido que era a tática do desespero e xerocada do "Peixe". Caio Júnior é aprendiz de imitador de auxiliar-técnico de time misto do Santos. E quando o Botafogo não vence, fica com aquela cara de "bebê chorão", como se fosse a maior vítima do sistema. É de doer! Irritante ao extremo!

Ontem, aquele baile lá na Colômbia. Juro: pensei que ia ser de uns sete ou oito. Ficou barato, muito barato, o 4x1. Hoje, quase caí estatalado ao ler que Caio Júnior, o "gênio", culpa o calendário. Ele não sabia das datas quando assumiu o Botafogo? De onde veio, Arábia, Japão, sei lá de onde, os times não jogam duas vezes por semana percorrendo grandes distâncias? Não dá mais! Essa pose de intelectual da bola do Caio Júnior já deu o que tinha que dar. Se o mercado está com poucos nomes disponíveis, melhor deixar Loco Abreu como treinador até o final do ano. Aposto que o time vai melhorar bastante. Fora, Caio Júnior!

Momento chapliniano em Bogotá

Já ia esquecendo de comentar. Depois do quero-quero na Vila Belmiro foi a vez de um cachorro no El Campín chamar as atenções para si. Parou o jogo como o famoso Biriba, mas não com o Botafogo vencendo e sim para acalmar os ânimos. O seu balé pelo campo lembrou de Garrincha que foi driblado pelo animal numa Copa. Logo ele que fazia do drible sua arma. Foi um momento chapliniano que nos fez rir um pouco da desgraça própria.

Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima!

Fim de jogo. O Botafogo perde de 4 a 1 para o Independiente Santa Fé na altitude da Colômbia e é eliminado da Sul-Americana. Alexandre Oliveira marcou nosso gol de honra. Enfim, dos males o menor. Vamos nos concentrar agora no Brasileiro. Temos uma partida importante sábado contra o Cruzeiro. Não teremos Lucas e Marcelo Mattos suspenso. Vamos ver o que Caio Júnior vai inventar. No lugar do Lucas não tem segredo. Deve entrar Alessandro. No lugar do Marcelo Mattos, são opções: Léo, que foi muito mal ontem; Lucas Zen, de volta da Seleção; e o próprio Somália (é isso mesmo, Somália) que, por incrível que pareça, melhorou o time ontem. Temos de ganhar de qualquer jeito. Se quisermos ainda sonhar com o título. Depois de três derrotas consecutivas, o que nos resta é levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima!


terça-feira, 25 de outubro de 2011

Falta de interesse ou de cacife?

Começou o segundo tempo da partida entre Independiente Santa Fé e Botafogo na Colômbia. O Botafogo vai perdendo de 3 a 0. Levou dois gols em 10 minutos. Tomou o domínio do jogo, mas Caio perdeu gols incríveis. Sinceramente não sei qual foi o critério do Caio Júnior para deixar Loco e Hererra no Brasil. Logo eles que têm experiência em jogos internacionais. Espero que o jogo não termine em goleada.

O Botafogo voltou com Thiago Galhardo no lugar do lento Felipe Menezes. Élkeson foi o único que se salvou no primeiro tempo. Marcelo Mattos fez uma partida terrível. E uma pena o gol contra do Léo. Impressionante como os colombianos levam o jogo a sério. Nunca chegaram às quartas-de-final e chegaram a comparar a camisa do Botafogo com a do Atlético-MG que os eliminou em outro ano da Sul-Americana.

A cerveja Heineken e o verdadeiro futebol arte



A Heineken, a cervejaria mais internacional do mundo, lançou recentemente seu novo vídeo interativo, o "Heineken Legendary Football". Estrelado por famosos jogadores de futebol, como os holandeses Clarence Seedorf e Ruud van Nistelrooy, o francês Patrick Vieira e o italiano Gianluigi Buffon, o vídeo em quatro versões promove o Star Player, um novo jogo da Heineken para o Facebook.

"Heineken Legendary Football" leva o espectador ao ápice com um misto de suspense e uma leve ironia no exagero proposital da abordagem. A ideia de um goleiro no palco revela o futebol como uma grande arte, com uma plateia de anjos num local inusitado, o teto do teatro. A ópera ao fundo dá um tom grandioso ao vídeo.

As expressões de Seedorf no último vídeo são marcantes. E a espera dos dois jogadores em um dos vídeos mostra com clareza a intenção cômica. Provar uma Heineken num momento como esse leva a um prazer imenso que abre o nosso mundo para novas ideias e sentimentos.

Obs: Este é um post patrocinado

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Para não dizer que não falei de flores

"Não há time mais compatível do que o Botafogo, o mais luminosos deleite visual do campeonato."

Frase do provável botafoguense Douglas Ceconello, em post no site intelectual de futebol "Impedimento" (link na barra lateral) após a vitória de dois a zero sobre o Corinthians no Pacaembu.

Leia aqui no contexto e veja a capa da Placar com uma foto emblemática do título Carioca de 89 e uma mulher pelada.

Maicosuel é flamenguista!

Só pode ser. Porra, Mago. Escalar uma dupla de zaga com Juan e Fábio Luciano. Ronaldinho Gaúcho no meio e Zico e Romário na frente. Entenda vendo o vídeo abaixo:



Sei que o momento não é de criar um ambiente ruim, mas não pude me conter. E pensar que aquele drible em Juan... e a provocação ao pequeno flamenguista.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

O destino está a nosso favor

Sábado, véspera da partida contra o Atlético-PR, vi muitos botafoguenses, por coincidência ou não, vestindo a camisa de 95 com o patrocício da Seven Up, no ano em que fomos campeões brasileiros pela última vez. Isso parece um sinal, como foi na vitória contra o Corinthians no Pacaembu, palco da final histórica; e na vitória contra o Grêmio, que não acontecia desde a conquista do título. São várias "coincidências" apontadas pelo já famoso Ronald Rios, da Brahma Fogo. Mas uma das mais significativas delas é o fato do Uruguai ter sido Campeão da Copa América este ano como em 95. Também ganhamos o São Paulo fora. Voltamos a ter jogadores convocados para a Seleção. Emfim, temos tudo para sermos campeões. Considero o jogo desta quarta uma final, apesar do discurso dos jogadores afinado com o de Caio Júnior. E mais um motivo para acredidarmos numa vitória amanhã é o fato do maior ídolo da história do Botafogo, Nílton Santos, ter visitado General Severiano hoje. O Enciclopédia levou toda a sua áurea para os jogadores. Como é bom ver o ídolo atual Loco Abreu ao lado de um gênio do futebol. Que os ares do eterno camisa 6 do Glorioso inspire os atletas alvinegros para que eles honrem essa camisa e começem a arrancada (sim, arrancada, Loco) para o título. Rumo à liderança para não perdemos mais.

PS: Só uma coisa que não gostei foi o fato de o Renato ter levado, injustamente, o terceiro amarelo e estar suspenso pela primeira vez na carreira logo contra o Santos. Nem tudo é perfeito.