quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Vitória da Inteligência

Foto: Cristiano Trad/ O TempoO atacante argentino Herrera abriu o placar para o Fogão


Se o Botafogo não tem um timaço, podemos dizer que tem um time inteligente. Foi o que mostrou a equipe na vitória de 2 a 1 na estreia da Copa Sul-Americana ontem (quarta-feira, 10) em Ipatinga sobre o Atlético Mineiro, nosso freguês nos últimos anos. O Botafogo conseguiu seu gol cedo com Herrera, aproveitando passe de cabeça de Loco Abreu. Depois, Maicosuel aproveitou belo passe de Marcelo Mattos e tocou na saída do goleiro. O Galo, que marcava em seu campo, diminuiu no finzinho do primeiro tempo, com um gol de Richarlyson nas costas de Alessandro.

Na segunda etapa, o Botafogo soube "cozinhar" o jogo, como costuma se dizer na gíria do futebol. Jogou uma partida inteligente. Tocando bem a bola. Marcelo Mattos, o melhor em campo, fez um partidaço. Destruindo e armando. Felipe Menezes soube segurar a bola e ocupar os espaços do campo. Loco Abreu, voltando para buscar jogo, fez uma partida de muita garra. Jéfferson salvou o time em duas oportunidades. Maicosuel precisa dar seguimento às jogadas. Já ia me esquecendo de Lucas Zen, que fez uma partida correta. A dupla de zaga "estilosa" também não comprometeu. Emfim, no geral, mais uma vitória importante.

Não entendi porque o Caio Jr começou com o Alessandro de início e preferiu deixar Lucas no banco. Será que o Alessandro vai voltar a ser titular? O Lucas foi tão bem contra o Vasco. E o Alexandre Oliveira? Não consegue ganhar uma bola. Espero que não tenha vida longa no Botafogo. Voltando à questão da inteligência, o Botafogo às vezes irrita o próprio torcedor. Imagina o adversário. Hoje, por duas vezes, a equipe preferiu segurar a bola a tentar fazer mais um gol. Contra o Vasco, quando também teve um jogador a mais, segurou, segurou e matou o jogo no final da partida. A diferença é que no clássico os laterais foram mais incisivos.

Abro um parênteses para comentar a transmissão. Temos de agradecer ao Speed Channel do Grupo Fox por ter nos dado a oportunidade de assistir à partida. Foi o único canal que transmitiu o jogo para o Rio de Janeiro. Mas não passou despercebido o amadorismo da trasnmissão. Eles conseguiram perder o primeiro gol de Herrera. E já no final o narrador chegou a lamentar um cruzamento errado de um jogador do Atlético, dando a entender que estava torcendo descaradamente para o time mineiro. De bom, a lembrança do empurrãozinho de Maurício em Leonardo na final do Carioca de 89. Mais uma dessas coisas que só acontecem com o Botafogo.

2 comentários:

  1. Boa vitória. O time está amadurecendo.

    ResponderExcluir
  2. O time foi competente. Tenho pena do Galo.... desanda a cada dia. Foi o único grande que caiu, voltou e não se reergueu... e olha que tem uma das melhores, se não a melhor, estrutura do Brasil.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir